sexta-feira, 12 de setembro de 2014

AS QUEDAS DE ÁGUA DE MILFORD SOUND


Antes da chegada dos europeus, toda esta região de fiordes era frequentemente visitada/explorada pelos maoris que se “aventuraram” pela região ao longo de gerações. Enquanto viveram por alí adquiriram um notável conhecimento do meio marinho local, incluindo padrões de marés e migração de peixes, cetáceos, aves e outros animais. E tinham alí uma importante fonte de alimentos.











Segundo a lenda de Tu-te-raki-whanoa da mitologia Maori,  Fiordlands foi esculpido com uma espécie de enxada (Te Hamo). Segundo esta lenda este Deus teria começado os trabalhos pelo sul, criando um litoral recortado e cheio de ilhas. Quando finalmente tinha domado a técnica, criou sua obra prima Piopiotahi (Milford Sound em Maori).
 



Milford Sound foi inicialmente ignorado pelos primeiros exploradores europeus a navegar nas águas da costa sudoeste da ilha sul. Na época eles acreditavam que com uma entrada tão estreita, estes fiordes não  levariam  a nenhum lugar relevante. O próprio James Cook ignorou Milford Sound exatamente por esse motivo. Estes primeiros exploradores também temiam  aventurarem-se muito perto das encostas íngremes, com receio de que as condições dos ventos mudassem impedindo a fuga e possivelmente lançando as embarcações contra as pedras.

 Todo o passeio de barco é memorável mas um dos pontos altos  são as 2 cachoeiras permanentes que caiem para dentro do fiorde com sol ou chuva. Lady Bowen Falls (162m) e Stirling Falls (155m). 
Em ambas cachoeiras, o comandante do barco aproxima bem a embarcação da cachoeira e quem quer pode literalmente tomar um banho com a névoa de agua gerada pela cachoeira e seu contato com as pedras e a superfície. Foi o meu caso como se pode ver neste pequeno video que filmei...

2 comentários:

  1. Estão todas espectaculares Isabel :) Adorei!!!

    ResponderEliminar
  2. Estão todas espectaculares Isabel :) Adorei!!!

    ResponderEliminar